quarta-feira, 26 de maio de 2010

Guerra nas Estrelas

Carlos Slim, o plutocrata mexicano que soube como ninguém crescer - e crescer extraordinariamente - na farra das privatizações nos anos 90, está cada vez mais guloso.
Quer lucrar mais, e para isso vai montando e remontando suas múltiplas empresas, no exterior e no Brasil.
Para disputar em melhores condições com a concorrência, quase toda multinacional, sob a bandeira dos portugueses, italianos e, agora, franceses que pretendem ingressar no lucrativo filão da banda 3G.
Aqui, ele controla a Claro, a Embratel e 49% da Net, em sociedade com a família Marinho.
Seu sonho de consumo, porém, é ampliar seus domínios sobre a TV aberta, enfeixando num mesmo pacote as quatro áreas (telefonia fixa, móvel, TV aberta e Tv paga).
Para isso, sonha com a aprovação do PL 29/2007 que tramita no Congresso e pretende, assim sem o menor pudor, permitir que estrangeiros possam ter o controle de empresas de telecomunicações.
Eis aí um bom assunto para ser escancarado à opinião pública antes que seja tarde demais.

Um comentário:

picanochao disse...

ENFIM, MAIS UM LADRÃO... EU ADMIRA-ME, COMO OS GOVERNANTES DOS PAÍSES, DITOS DEMOCRÁTICOS, PERMITEM SEMELHANTE ROUBALHEIRA... AQUI EM PORTUGAL, OS ESPANHÓIS, ESTÃO A TENTAR COMPRAR A PORTUGAL TELECOM, QUE POR SUA VEZ, JÁ É METADE BRASILEIRA... COMO VÊ, CARO ALDENOR, SOMOS COMANDADOS POR UM BANDO DE LADRÕES...PIORES QUE OS GANGS DE LOS ANGELS, OU DA FAVELAS DO RIO... É QUE ESTES ASSALTAM-NOS, PROTEGIDOS PELA LEI...